data-ad-format="auto">

INSS do Paraná – Fraude

   Suspeitos de cometer fraudes na Previdência Social, 7 indivíduos estão sendo indiciados pela Polícia Federal (PF). A operação ilegal foi surpreendida no último dia 18, terça-feira, nas seguintes localidades da região norte do Paraná: Arapoti e Jaguariaíva. Entre as pessoas envolvidas no caso, estão dois advogados, três intermediários e dois médicos-peritos contratados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que estariam em um esquema no qual concediam auxílio-doença e aposentadorias devido à invalidez em troca de recebimento de propina. Operação-Consórcio foi o nome utilizado na operação da PF. De acordo com o delegado-chefe da Polícia Federal de Ponta Grossa, Paulo Maurício de Mello,  a operação ilícita chamava indivíduos de outras localidades e Estados. Segundo ele, a investigação iniciada indica que pessoas vinham, até mesmo, de cidades do interior de SP no intuito de usufruir da facilidade que estava sendo oferecida. Ele ainda disse que as transações envolviam valores de até cinco mil reais. Até agora, de acordo com a PF, cerca de 700 benefícios apresentavam irregularidades. Para o INSS, o prejuízo será de R$ 7,2 milhões. O órgão irá fazer uma revisão a respeito dos benefícios que foram apontados e, se as fraudes forem comprovadas, os clientes que foram segurados terão que devolver o dinheiro fraudulento. Por Marcelo...

Aposentadoria? Prêmio ou punição?

Dez juízes do estado do Estado de Mato Grosso foram acusados de desviar dinheiro para a Loja Maçonica Grande Oriente, recentemente. Segundo a reportagem de O Globo, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, disse que, na prática, o TJMT estava funcionando como uma filial da Loja Maçonica, que costumava receber depósitos quando passava por dificuldades. Em resposta, seguindo a Lei, os magistrados foram compulsoriamente aposentados. Ou seja, receberão salários como aposentados e não mais precisarão trabalhar. Isso é realmente uma punição ou...

Golpe do empréstimo consignado para aposentados

Muitos brasileiros aposentados estão sendo vítimas de empréstimos consignados realizados por estelionatários. Desde o começo de 2009, mais de 4 mil aposentados afirmaram estar pagando por empréstimos que nunca realizaram – muitos deles já foram confirmados como sendo fraude. Mas como isso é feito sem que o aposentado assine qualquer documento? Em boa parte das oportunidades, os bandidos possuem lista com dados cadastrais, contendo nome, cpf, endereço completo, número do benefício, entre outras informações. Existem vários sites na Internet que vendem listas cadastrais e que já estão sendo investigados pela Policia Federal. Veja o vídeo, exibido no Fantástico do dia...