Reajuste do INSS para aposentados e pensionistas

Categorias: Aposentadoria - INSS - Pensionistas

As pessoas que recebem suas aposentadorias pelo INSS terão um reajuste em seus ganhos em 2021. A taxa de reajuste será de 4,1%.



Os valores recebidos pelos aposentados e pensionistas se baseia no salário mínimo federal do Brasil. Existem informações do Ministério da Economia dando o valor do salário mínimo federal em 2021 em R$ 1.087,84 por mês (aproximadamente R$ 5,70 por hora). Em 2020 o valor do salário mínimo é de R$ 1.045 por mês (aproximadamente R$ 5,48 por hora). Porém, esse aumento não será sentido no bolso dos trabalhadores e aposentados, já que ele será apelas uma correção de acordo com a inflação e levando-se em consideração o crescimento do PIB brasileiro.

Houve um aumento na estimativa de inflação para o ano de 2020, que antes tinha um valor estimado de 2,35% e agora passa a ser estimada em 4,1%. Esse reajuste de valor será oficializado em janeiro de 2021 e os aposentados e pensionistas começarão a recebe-lo em fevereiro.

A estimativa de aumento do salário mínimo para os R$ 1.087,84 por mês não é definitiva e o valor real ainda pode mudar de acordo com o índice de inflação de preços de 2020 (que pode ser ainda maior do que os 4,1%). O real valor do novo salário mínimo federal só será conhecido na entrada do ano de 2021. O governo Bolsonaro está alterando as bases de cálculo para o salário mínimo federal e ainda não há um veredito.



Novo teto do INSS

O teto do INSS também sofre aumento com o aumento do salário mínimo federal. O teto trata-se do valor máximo que um pensionista pode receber por mês. Atualmente o valor está em R$ 6.101 por mês e pode passar para um valor próximo de R$ 6.350 por mês.

Com todas essas informações postas, enfatizamos que é necessário ficar atendo ao real aumento nominal do salário mínimo federal para que se tenha uma melhor noção dos aumentos para os aposentados e pensionistas.

O que é, exatamente, o teto do INSS?

O que é o teto? Ele é o valor máximo que você pode receber de qualquer tipo de benefício do INSS. O teto também é utilizado como valor-base das contribuições daqueles segurados que estão buscando a aposentadoria com um valor alto. Vamos dar um exemplo básico: para um segurado facultativo que quer se aposentar com um valor alto ele vai ter que contribuir com 20% sobre o valor do teto do INSS por muitos anos. Agora no ano de 2020 o valor máximo que você pode receber do INSS é R$ 6.101,26 por mês (como falamos anteriormente). Esse valor é reajustado todos os anos de acordo com a inflação de preços. Isso serve para que os aposentados não percam poder de compra com o aumento dos preços dos produtos.

Tipos de segurados e suas contribuições

No Brasil há dois tipos de segurados e para cada um deles existe um forma de conseguir uma aposentadoria com o valor perto do teto.

1 – Segurados obrigatórios – São pessoas que têm algum vínculo e recebem remuneração. Eles são os empregados registrados em CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), os contribuintes individuais, os microempreendedores individuais (MEI), os empregados domésticos, os segurados especiais e os trabalhadores avulsos. No caso dos empregados, dos empregados domésticos e dos trabalhadores avulsos as contribuições são feitas pelo empregador. Para esse grupo, quanto maior o salário, maior será a aposentadoria.

2 – Contribuintes facultativos – São aqueles que não têm vínculo de trabalho, mas contribuem para a previdência por vontade própria. Essas pessoas são, geralmente, pessoas desempregadas que não querem ter um atraso na aposentadoria. Eles precisam contribuir com um valor de pelo menos 11% do valor do salário mínimo federal mensal.



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *