Novo RG Digital – como fazer?


O novo RG Digital contará com a unificação de dados dos cidadãos em um único documento, facilitando diversas situações.

Em breve todos os brasileiros terão acesso ao novo RG Digital e poderão emitir o documento que tem como objetivo facilitar a vida de todos. O novo documento vem sendo divulgado nos últimos meses e alguns destaques a respeito da forma como poderá ser usado e demais detalhes já foram divulgados. De acordo com o que se sabe até o momento, o documento, inteiramente digital, contará com todos os dados de cada cidadão.


Além disso, o novo RG Digital traz várias mudanças que são de grande importância para garantir a segurança dos cidadãos brasileiros. A unificação de dados em um único documento facilitará em diversos momentos, como em viagens e outras situações onde há a necessidade de comprovar sua identidade fazendo uso de documentação, sem que seja necessário carregar o RG físico, CPF e outros. Portanto, todos os dados dos brasileiros constarão através do novo RG Digital, até mesmo informações para os que possuem o Cadastro Único para uso de benefícios do Governo.


Diante da novidade, alguns aspectos passarão por uma mudança significativa e a tendência é de que o novo RG Digital facilite muito a vida dos brasileiros. Uma das novidades que vem com o novo documento é de que o CPF poderá agora ser usado como número em certidões, sejam elas de nascimento, óbito ou casamento, podendo assim se tornar uma identificação perante ao INSS também.


O processo de acordo com detalhes que foram divulgados até o presente momento é muito simples, pois o novo documento contará com uma validação de autenticidade através do QR Code, uma prática que tem se tornado cada vez mais comum em vários segmentos e agora facilitará a vida dos cidadãos na hora de mostrarem seus documentos. Um diferencial que merece ser reforçado é que este uso do QR Code pode ser feito até mesmo de forma off-line.


Esta validação que é feita com o novo RG Digital através da tecnologia de QR Code é muito mais segura, pois permite que a validação eletrônica seja feita de forma rápida e eficiente. O documento então está sendo considerado como muito mais seguro para os brasileiros por permitir todas estas comodidades e pelo fato de que a autenticação somente pode ser feita desta maneira através do QR Code escaneado do aplicativo. A ideia do novo documento é também impedir que as fraudes e falsificações ocorram com maior facilidade, para que golpistas e estelionatários não consigam mais realizar este tipo de ação.

Um ponto importante a se destacar a respeito do novo documento que já foi divulgado pelo governo é que todos os brasileiros a partir do momento em que estes estiverem liberados para emissão poderão conseguir o RG Digital sem que seja necessário pagar nenhum tipo de taxa para emitir o documento.

A vigência para que o documento passe a ser obrigatório conta com uma previsão de 12 meses desde o momento em que foi realizada a publicação do documento que afirmava a mudança. Desta forma, como o processo ocorreu no dia 1° março é preciso que a adequação toda seja feita dentro deste período estipulado. Entretanto, os órgãos que serão responsáveis por emitir o novo documento possuem um prazo de 24 meses para que estejam totalmente adaptados e consigam emitir todos os documentos novos dos brasileiros.

Portanto, agora com as mudanças é possível que nos próximos meses os primeiros brasileiros contem com a emissão do novo RG Digital, e a medida que os órgão forem se adaptando a novidade todos cidadãos do país terão acesso a atualização de seus documentos e poderão realizar a inscrição para o novo RG Digital de forma inteiramente gratuita.

Por Nayara Silva Guimarães



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.